Peeling para Celulite

Celulite

Lipodistrofia ginóide – Hidrolipodistrofia – Lipoesclerose – Paniculopatia

dermato-fibroesclerótica

Atinge com mais freqüência as mulheres, se localiza em lugares específicos do

corpo, existe um fenômeno hídrico ligado à polimerização de

mucopolissacarídeos, existe uma modificação microcirculatória.

Fibras: 98% são fibras colágenas que se unem por um cimento de

polisacarídeos, são insolúveis e muito hidrofílicas.

Fibras elásticas são muito finas, não se regeneram e com o envelhecimento

acumulam cálcio e perdem a elasticidade

MULHERES

> número de receptores alfa 2 (anti -lipolíticos)Receptores alfa 2 mais

sensíveis, estrógenos estimulam lipase lipoproteica, estrógenos estimulam

multiplicação da célula precursora do adipócito

HOMENS

< número de receptores alfa 2, receptores alfa 2 menos sensíveis, andrógenos

aumentam a expressão e número de receptores beta3 ( lipolíticos)

Doenças cardio-vasculares, Hipertensão arterial, Gota, etc…

Peeling para celulite

Peeling superficial corporal com veiculação de ativos estimulantes e drenantes

Coadjuvante de tratamento para celulite e biomodulação de glúteos

Peeling superficial com repercussão dérmica,

Pouca descamação – Muita segurança

Uso em consultório

Gommagem esfoliante

Espuma termogênica com gengibre

Peeling: Blend de ácidos com ácido pirúvico, Neutralizante, Loção tensora

Uso home care

Sabonete cremoso abrasivo

Gel com cafeina, lanachris

Uso oral com drenantes

Número de sessões: 12

Intervalos: semanais/quinzenais.

Share
Esta entrada foi publicada em Assessoria de Comunicação e Marketing do Instituto de Estética Martha Mendonça. Adicione o link permanente aos seus favoritos.